quinta-feira, 25 de outubro de 2007

Thomas Hobbes(1588-1679)

O mais conhecido defensor do absolutismo, autor de Leviatã. O título da obra refere-se ao poderoso monstro bíblico no qual deveram os monarcas espelhar-se para o exercício do poder.Em sua opinião, onde não vigorasse o absolutismo do Estado imperaria a insegurança e o caos social, pois sendo o homem naturalmente perverso, só um Estado forte poderia coibir seus abusos. O que Hobbes admitia é a existência do pacto social. Esta é a sua originalidade e novidade. A justificação de Hobbes para o poder absoluto é estritamente racional e friamente utilitária, completamente livre de qualquer tipo de religiosidade e sentimentalismo, negando implicitamente a origem divina do poder.
Para saber mais sobre o pensamento político de Hobbes:

1 Comment:

lrpena said...

Minha filha graças a Deus está melhor. Ainda dá pra melhorar mais, mas o susto já passou. Ademais gosto do seu Blog e do conhecimento que você passa. Vou continuar a divulgá-lo. Infelizmente divulgar o nosso Blog para ter audiência é um trabalho chato, mas acho que vale a pena a divulgação do seu, vez que ele traz conhecimento para nós.

Bjs