sábado, 17 de novembro de 2007

Máquina de fiar


O processo de fiação aparece nas ilustrações do antigo Egito, que datam de 1.900 antes de Cristo, com as mulheres enrolando fios de fibra vegetal ou animal entre os dedos, enrolando os fios em um bastão. A mecanização surge na Índia entre os ano 500 a.C. e 750 d. C. através da roca e a fiação era feita em casa, a roca era acionada por uma só pessoa, e produzia apenas um fio de cada vez. Somente muito tempo depois, em 1300 a roca chegou a Europa popularizando-se. Todavia, o processo só ganhou um pouco mais de agilidade em 1530, com a invenção da roca a pedal. Na época, a criação representou progresso notável, pois permitia a fiação contínua, como nas máquinas modernas.
A primeira máquinas de fiar eram aparelhos toscos que quebravam os fios frequentemente. Em 1738, Lewis Paul e Jonh Wyatt, patentearam uma máquina de fiar aperfeiçoada. Essa máquina retirava s fibras da substância, através de um conjunto de rolos de madeira que se movimentavam em velocidades diferentes, fazendo algumas fibras mais esticadas do que outras.
No século XIX, houve outras, mas o ritmo das máquinas ainda se manteve lento pelo menos até cerca de 1940. A partir de então, novos equipamentos foram lançados, visando maior eficiência e rapidez. Hoje o processo é totalmente automatizado.
As primeiras fábricas de tecidos surgiram na Grã-Bretanha na década de 1740.

2 Comments:

Diego Lago said...

Oie Cris. Muito interessante a história da máquina.
Mas eu não poderia deixar de falar, não seria eu mesmo, se não falasse, que toda essa história, me fez lembrar de uma outras estória. hehe
Perdõe minha infantilidade, mas eu só penso na velha musiquinha do tempo de criança, "A velha a fiar".
Sabe? Aquela assim: "Estava a mosca no seu lugar, veio a aranha lhe fazer mal, a aranha na mosca, a mosca na velha, e a velha a fiar..."
Então achei essa raridade no youtube, não sabia disso, mas segundo a descrição do usuário que postou o vídeo, é o primeiro videoclipe brasileiro, um dos primeiros do mundo. De Humberto Mauro, A velha a fiar:
http://br.youtube.com/watch?v=JzCMGI7VCv8
a introdução é longa, mas vale a pena! hehe

Beijos!

Baby said...

Ok, Diego, obrigada pelo comentário, eu fui ver o vídeo e gostei e estou pensando em um post sobre o assunto, obrigada pela visita e beijos