sábado, 29 de agosto de 2009

Teste de História 2

A revolução Constitucionalista de 32 - História do Brasil

O Brasil também já teve uma guerra civil. Ou quase. A Revolução Constitucionalista de 1932 representa o inconformismo de São Paulo contra a ditadura de Getúlio Vargas, que assumiu o poder após um golpe de Estado em 1930.

Insatisfeita com a perda do poder, a elite paulista passou a exigir mais participação no governo federal. Isso se refletiu na reivindicação de uma Constituição democrática, a ser respeitada pelo governo federal. Vargas não apenas negou aos paulistas a participação no governo federal, como lhes tomou o comando de sua própria terra, por meio da nomeação de um interventor não paulista para governar o Estado.

E o que os paulistas fizeram? Aceitaram passivamente as arbitrariedades de Getúlio Vargas? Não! Pegaram em armas e defenderam com sangue os seus ideais, o que eclodiu no conflito que opôs São Paulo ao resto do país. Faça o teste abaixo e veja o que você sabe sobre a Revolução Constitucionalista de 1932.

*Por Alexandre Bigeli

1. Até 1930, o poder central no Brasil era exercido pelas elites de dois Estados que se alternavam no poder. Indique a opção que contém os Estados corretos e a denominação dessa política de alternância.

Rio de Janeiro e Bahia; política do turismo e do cacau.
Paraná e Rio Grande do Sul, política da soja e do gado;
Amazonas e Goiás, política da borracha e da pecuária;
São Paulo e Minas Gerais; política do café com leite.

2. 23 de maio é uma data muito importante para os brasileiros. Ela representa principalmente:

A avenida mais rápida para quem precisa ir à Zona Sul;
A data de fundação da maior e mais importante cidade do país;
Em 1932, forças getulistas reprimiram manifestantes e mataram estudantes;
O encerramento dos combates entre paulistas e o restante dos brasileiros, que se mativeram fiéis a Vargas.

3. Outra data, 9 de julho, é um marco na história do Brasil porque:

Foi nesse dia, em 1932, que militares constituicionalistas repeliram forças de Getúlio em SP;
Foi nesse dia, em 1934, que o Brasil ganhou uma Constituição, o que representou a vitória de SP;
Foi nesse dia, em 1933, que São Paulo impôs uma derrota militar ao resto do Brasil.
Foi nesse dia, em 1935, que foi inaugurada uma importante avenida que liga o Centro às zonas Oeste e Sul.

4. O único Estado que apoiou São Paulo na luta contra a ditadura assim que os combates se acirraram foi:

Paraná;
Mato Grosso;
Minas Gerais;
Goiás.

5. Embora fosse - e seja até hoje - o Estado mais rico do país, São Paulo carecia de recursos para financiar sua campanha militar. Uma das iniciativas para ajudar a custear o conflito foi:

"Café para o estrangeiro", que estimulou a exportação do produto paulista para angariar fundos para o conflito;
"Indústria engajada para a vitória", que canalizou a produção industrial para a guerra;
"Ouro para o bem de São Paulo", em que a população contribuía para o fundo de guerra com seus objetos valiosos;
"União dos Bancos pela constituição", em que os bancos emprestavam a fundo perdido ao governo de SP.

6. Diversas organizações civis participaram da Revolução, atuando no esforço de recrutamento de combatentes. Entre eles está o:

Instituto do Café;
Instituto do Açúcar e do Álcool;
IBGE;
InCor.

7. O movimento pode ter sido engendrado pelas elites, mas contou com amplo apoio popular. Uma das razões do engajamento dos paulistas na luta pela Constituição foi o uso maciço dos meios de comunicação para inflamar os ânimos. O veículo mais importante para entusiasmar o povo para o conflito foi:

A Televisão;
Os Jornais;
O Rádio;
A Panfletagem.

8. As batalhas da Revolução de 32 deixaram mais mortos só entre os paulistas do que a Segunda Guerra Mundial em toda a Força Expedicionária Brasileira. Assinale a alternativa que contém o desfecho do conflito.

Os paulistas foram vencidos politica e militarmente; já que não venceram as batalhas e nem conseguiram a adoção de uma Constituição;
Os paulistas venceram militarmente, pois mantiveram a emancipação do Estado; mas foram derrotados politicamente, com a permanência de vargas no poder;
Os paulistas venceram politica e militaremente, pois expulsaram as forças de vargas do Estado e conseguirtam a formação de uma Assembléia Nacional Constituinte;
Os paulistas foram derrotados nos campos de batalha, mas venceram politicamente, pois o governo teve de aceitar uma Constituição, adotada em 1934.

Gabarito:
1.
São Paulo e Minas Gerais; política do café com leite.

2.
Em 1932, forças getulistas reprimiram manifestantes e mataram estudantes.

3.
Foi nesse dia, em 1932, que militares constituicionalistas repeliram forças de Getúlio em SP;

4.
Mato Grosso

5.
"Ouro para o bem de São Paulo", em que a população contribuía para o fundo de guerra com seus objetos valiosos;

6.
Instituto do Café.

7.
O Rádio.

8.
Os paulistas foram derrotados nos campos de batalha, mas venceram politicamente, pois o governo teve de aceitar uma Constituição, adotada em 1934.

3 Comments:

Prof. Adinalzir said...

Oi, Cris

Achei muito bom o teste. Valeu!

Indiquei o seu blog para receber um selo de reconhecimento. Passa lá no Saiba Historia, pegue o selo e indique mais 10 pessoas para recebe-lo.

Abraços!

Thiago said...

"Olá colegas,
Deixo aqui a divulgação da Primeira Olimpíada Nacional em História do Brasil, iniciativa inédita no país, organizada pelo Museu Exploratório de Ciências da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), com o apoio do CNPq. A Olimpíada é para escolas públicas e particulares e acontece pela internet, com equipes formadas por estudantes do oitado e nono anos do ensino fundamental e por estudantes do ensino médio, juntamente com seu professor. As inscrições já estão abertas!
www.mc.unicamp.br
Obrigado"

Cris said...

Obrigada professor Aldi, nem sei se realmente mereço o selo mais valeu, bjos

Thiago obrigada por avisar eu não sabia da Olimpíada, com certeza é uma nitícia muito importante e valeu um post.

bjos