sábado, 8 de agosto de 2009

Os galés e os guardas fazem commerce d’amitié


Não é de hoje que se reclama das relações perigosamente próximas entre autoridades e criminosos. A charge de Angelo Agostini foi publicada no semanário Diabo Coxo, em São Paulo, em 1864.

2 Comments:

Prof. Adinalzir said...

É isso aí, Cristina

O mestre Angelo Agostini realmente era um visionário. Me lembro de um desenho que ele fez em 1896. Onde dois policiais andam por uma rua na calada da noite e avistam um grupo de pessoas. Um pergunta para o outro:

- O que é aquilo? Serão gatunos ou policias? O outro responde:
- Não sei, mas... quer sejam uns, quer sejam outros, é bom andarmos prevenidos!

E olha que, de lá para cá, já se passaram 113 anos e pouca coisa mudou aqui no Rio de Janeiro em termos de segurança.

Abraços!:-)

Cris said...

Obrigada professor, gostaria muito de ver a charge se souber a referência me envie por favor, bjos