quinta-feira, 23 de agosto de 2007

As touradas

Nas touradas originais do Império Romano, os toureiros encontravam-se permanentemente a cavalo e o objetivo do espectáculo era a celebração de ocasiões assinaláveis, como casamentos reais, vitórias militares ou datas religiosas importantes.Os primeiros registos de touradas remontam ao ano 815, ano em que em determinada ocasião política da atual Espanha foram mortos touros em homenagem ao evento. Na documentação relativa à coroação de Afonso VII, em 1135, também existem referências a touradas, em Logroño, onde vários cavaleiros famosos atestaram a sua bravura. A tourada era, portanto um entretenimento aristocrático, cuja ocorrência não era freqüente e não existiam normas próprias que a definissem.Ao longo dos séculos, as touradas passaram a fazer parte do domínio público. Durante o século XVIII, tornaram-se efectivamente um espectáculo para as massas e passaram a realizar-se espectáculos em que os toureiros combatiam a pé; a arena era invadida por bandos de homens dos mais baixos estratos sociais, que matavam touros de todas as formas imagináveis, espetando-os com espadas, punhais e facas.
Mas, se cultura é tudo aquilo que contribui para tornar a humanidade mais sensível, mais civilizada e inteligente, por que ainda manter essa atividade cultural nos chamados países civilizados? A vilolência é a negação da inteligência. Uma sociedade justa não pode manter atos considerados eticamente reprováveis, mesmo que pautado na cultura e na tradição, porque suas vítimas são animais indefesos. É degradante ver que nas praças de touros torturam-se bois e cavalos para proporcionar aberrantes prazeres a um animal que se diz racional, o homem.

5 Comments:

Anônimo said...

Mira ... eso no es asi como hablas.
Sou da terra dos toreos...para tua informacion...los toros morrem mejor en la arena que nos matadouros, que ficam allá a sangrar 2 a 4 dias.
Os toros de toreo tem uma duração de vida de 4 anos , enquanto os otros tem 2 anos.
Os toros de toreo, são colocados em pastos preparados de proposito para atingir os 500 kgs o mas.
São tratados como reys em eses años.
Os otros solo tem 2 años de duração, comendo em pastos fracos e de péssima qualidade e dp quando vao ser abatidos, ficam pendurados dias e a sangrar, até morrerem.

Y Oléeeee siempre !

Besotes

Pp (Basko)

Anônimo said...

Ah e mira...los toros no son indefesos.
Aún esta semana, un torero foe collido en la arena por un toro, en la plaza madrileña.

Hasta el grande Curro Romero, foe collido en la arena cuando eres profisional.

Beso

Basko

Baby said...

Nossa BAsko realmente não sabia, mas aqui tb não deve ser diferente, nnunca fui a um abatedouro, acho q não suportaria ver tal matança.

Anônimo said...

Há diferença entre matar para comer e sobreviver e matar por pura diversão? Se não há, então não há mais humanidade e civilização. Road

Fernando Campoy said...

Senhores,

O que vemos na Espanha e em Portugal é uma selvageria no tocante às touradas. A verdadeira Tauromaquia não existe e foi mal interpretada - sua simbologia não foi entendida por pessoas cruéis e de mente pequena. Sou contra em todos os sentidos e muito me estranha que países como Espanha e Portugal não sofram embargos políticos e econômicos por isso(?!)
Quero ver a arte e valentia com um cara sem capa e espada, enfrentando o animal na arena.

Fernando Campoy
jfct@ig.com.br
BRASIL - cidade de São Paulo/SP